GRATIDÃO

Gostaria de expressar o que acredito ser gratidão além do modismo comum e vago que vejo as vezes.

Sabemos que a conduta de agradecimento é uma ação de várias linhas espirituais. Foi uma importante conduta para o desenvolvimento de povos, principalmente aqueles que estavam em situação de miséria.

Hoje, acima de tudo, Gratidão, torna-se uma virtude dos grandes eruditos que buscam evolução.

No campo das Psicologias e Neurociências os estudos avançam no que tange a relação de hormônios inflamatórios versus índices de satisfação, alegria e felicidade entre outros.

Mas, para a minha conduta, trabalho a gratidão como uma possibilidade de expansão da minha consciência. Não agradeço todos os dias pelas mesmas coisas, seria nulo em certo ponto, mas busco no sentido da GRATIDÃO outras possibilidades de enxergar a vida; expandindo meu olhar para além do que posso ver, conectando com o que posso ouvir, sentir, e por aí vai…

Mas acima de tudo, vejo a GRATIDÃO como a grande arma para combater o mal e principal causa de sofrimento das pessoas nos dia de hoje, inclusive a minha. A INSATISFAÇÃO.

Sofremos porque somos insatisfeitos por além da conta. Atribuímos preço e não valor, pensamos que ter é ser, e sustentamos um ego que nos destroi. Não conseguimos sustentar estados de alegria, nos falta essa habilidade! Estamos sendo ignorantes para não falar insanos.

Contudo, a conduta e disciplina da GRATIDÃO abre um campo vasto e imenso não somente para a alegria e felicidade, mais para um desenvolvimento consciente, permeando nossa natureza mais pura e inata.
.
.
.
Sou grato hoje pelas pessoas que nunca conheci e talvez não conheça, mas que contribuíram para minha felicidade e meu bem estar.